O que é Kefir e Porque Tomá-lo para se Livrar da Gastrite, Azia e Refluxo

Kefir

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (5.123 Votos, Média: 5,00 de 5)

Loading...

O Kefir tem muitas propriedades e traz muitos benefícios, por isso ele sempre desperta a curiosidade de muita gente. Esse post é para quem quer saber mais sobre ele. Nesse texto, tiraremos todas as suas dúvidas sobre ele e falaremos um pouco mais dos benefícios e como ele pode ser preparado. Confira!

Para que serve o kefir?

Aliado à resolução de problemas intestinais e gástricos, o kefir cuida da parte mucosa do estômago. Ele ajuda a minimizar a proliferação Helicobacter pylori, que é uma bactéria que pode causar gastrite e até mesmo úlceras.

Utilizando o kefir, você pode estabilizar a quantidade de açúcar na sua circulação sanguínea, aumentar a produção de serotonina, baixar a pressão arterial, além de reduzir inflamações.

Os benefícios não param por aí. O kefir pode ajudar a na digestão e a aliviar o estresse. E se você quiser uma pele mais bonita, pode contar com ele também. No entanto, caso você tenha algum problema de saúde, é importante consultar um médico antes de consumir. Se não tiver, abuse desses benefícios, pois não há contraindicações.

Propriedades do grão

O kefir é uma colônia de micro-organismos de cor branca que têm seu formato muito parecido com o de uma couve-flor ou queijo cottage. Essa colônia ainda está sendo estudada pela ciência para que todas as suas propriedades sejam compreendidas.

Outra coisa interessante é que o kefir feito em casa tem muitos probióticos. A quantidade pode variar entre 35 a 50 tipos. Como o kefir tem leveduras e lactobacilos em sua formação, isso resulta na presença de estreptococos, lactococcus e bactérias acéticas, que são micro-organismos também.

Surgimento do kefir

Os russos e iranianos já conheciam e consumiam o kefir há mais de 4.000 anos. Os “grãos” eram guardados como algo precioso que era dado como herança pelas famílias.

Uma lenda da região das Montanhas do Cáucaso diz que o kefir havia sido dado de presente aos ortodoxos pelo profeta Maomé. Ele teria ensinado as formas de prepara-lo e as pessoas passaram a acreditar que os grãos tinham propriedades mágicas, e ele ficou conhecido como “grãos do profeta”.

Apenas no século XIX que os benefícios do kefir saíram da região caucasiana, pois médicos que atuavam na Rússia escreveram artigos científicos que contavam sobre a eficácia dos micro-organismos para tratamentos gastrointestinais.

Os estudiosos ainda têm dúvidas de como o kefir chegou na região e de como pode ser produzida a sua matriz.

Onde encontrar o kefir?

Esse grão pode ser cultivado, e, ao entrar em grupos como o KEFIR BRASIL do Facebook ou falar diretamente com a administradora VANESSA AR, você pode solicitar a doação do grão, que será feita por ouras pessoas que já são beneficiários do Kefir.

Caso prefira, você pode adquirir o kefir pelo Mercado Livre também.

Tipos de kefir

Os grãos podem ser divididos entre kefir de leite e kefir de água, sendo que o kefir de água possui menos probióticos do que o de leite, e conta com uma variação entre 10 a 15 micro-organismos. Entretanto, o de água é mais recomendado para pessoas com problemas gástricos e principalmente para os intolerantes a lactose.

Já o kefir de leite tem mais aminoácidos e grandes quantidades de magnésio e cálcio. Entretanto, a diferença maior entre eles é a forma de preparação.

Para fazer o kefir de água, você pode usar sucos de fruta ou agua de coco em sua preparação. Não se assuste ao sentir que o kefir ficou levemente gaseificado, essa reação é normal, devido a fermentação que ocorre quando o açúcar produz minerais e probióticos.

Ao passo que, para preparar o kefir de leite, é usado leite em sua base. O tipo do leite pouco importa, pode ser o leite de vaca pasteurizado, o de coco, leite integral, desnatado ou até mesmo o de soja. Em contato com a lactose, os grãos produzem enzimas como a lactasse, por exemplo.

Preparando o kefir

Você se surpreendeu com os benefícios do kefir, não é mesmo? Então mão na massa e veja como é fácil preparar o seu próprio kefir em casa.

Separe um recipiente de vidro ou de plástico para colocar o kefir. É importante que ele fique de 12 a 36 horas em descanso, para que a fermentação aconteça. Fique atento ao clima, pois em dias mais quentes a fermentação pode ocorrer de forma mais rápida, em no máximo 24 horas.

Para fazer o kefir de leite, coloque os dois em um recipiente e feche a abertura com um papel toalha. Prenda o papel com um elástico e coloque o recipiente em um local que tenha abrigo contra a luz. O kefir vai ficar com algumas pelotinhas, isso é normal, basta coar e pronto! Está feito o seu aliado contra a gastrite.

Se você quiser saber mais sobre os benefícios do kefir, como prepará-lo, ou ainda outros métodos para melhorar seu sistema gastrointestinal, acesse o livro Vencendo a Azia, um curso totalmente online com dicas que você pode fazer em casa!